Publicidade e as propagandas do futuro

Acredito que o poder de escolha será ainda mais direcionado. O modelo que conhecemos hoje vai deixar de existir para ser mais personalizada. Imagino uma propaganda que sabe quem eu sou de verdade, quais são as minhas preferências, só fale comigo no momento em que eu estiver realmente querendo comprar algo específico ou esteja interessado em ver uma propaganda. Vamos ser pagos de alguma forma para ver anúncios em todo tipo de mídia, até nas que não existem ainda.

 

Hoje os veículos de comunicação, interrompem um conteúdo que você esta acompanhando com uma propaganda. Eles recebem do anunciante para aparecer nessas interrupções e impõe que você veja o anúncio, sem se importar se é interessante para você e se tem relevância com o seu momento, afinal o que funciona hoje é a comunicação de massa.

 

Que bom poder ver, na hora que quiser, qualquer conteúdo sem propagandas. Com os conteúdos OnDemand é possível. O que acontece é que, para ter esse benefício você precisa pagar, não mais com a sua atenção imposta, mas com dinheiro. Mesmo assim, ainda é possível você ser atingido com propagandas dentro do conteúdo escolhido.

 

E se você pudesse escolher em que momento ser interrompido e com somente o que interessa? Faria diferença para você? Para mim muita, afinal é essa conexão que estou criando agora, com você que leu até aqui este texto e que de alguma forma te interessou.

Créditos (ANON // NETFLIX)

Créditos (Ghost in the Shell // Paramount • Dreamsworks)

Não estou lutando contra a Publicidade e a Propaganda, estou vendo que o mundo tem mudado e o comportamento das pessoas também. Muitas pessoas hoje, optam por não assistir televisão no modelo atual, canais abertos e até canais fechados estão sendo esquecidos. A velocidade da informação está com o pé no acelerador depois que a internet tem se tornado cada vez mais comum na vida das pessoas e agora chega muitas formas. Seu celular por exemplo é uma fonte atualizada de tudo que acontece no mundo e quando aparece na mídia, em geral já é tarde. Estamos avaliando o valor das relações humanas, determinando a prioridade que damos ao que nos faz sentir bem.

 

Então que caminho a propaganda precisa tomar agora? No que ela deve se transformar para não deixar de existir ou perder a força que sempre teve?
Na minha opinião, devemos estar aberto a novas possibilidades, olhar para o cotidiano das pessoas, entender o que faz diferença na hora de comunicar para vender. É um caminho de riscos, mas necessário. Podemos nos decepcionar ou nos surpreender. Tudo vai depender se queremos continuar da mesma forma e por pouco tempo.

 

Não adianta tentar criar um novo modelo olhando para o que acontece hoje, porque amanha vai ser tudo diferente.
“As soluções de hoje não resolvem os problemas de amanhã” 

 

Obrigado pela atenção em ler este texto. Só espero que faça algum sentido para você. Fique a vontade para comentar, afinal este é apenas um ponto de vista. Seja qual for o seu, faça sua parte, você também pode tentar contribuir para mudar.

 

Rica Ribeiro

Post a Comment

#SigaNoInstagram