Há muito tempo, numa galáxia não tão distante…

Ontem, no shopping, numa loja, certo garoto me falou:

– Tio, show essas action figures, né?

Não sei ao certo o que doeu mais: o “tio” ou as “action figures” – sim estou levemente gasto pelo tempo. Pois saiba, meu pequeno padawam, quando era da sua idade essas coisinhas aí da vitrine se chamavam bonequinhos. E eram de chumbo!

 

Pelo menos os que eu colecionava. Tinha acabado de assistir O Retorno de Jedi no cinema. Com o sucesso do filme, uma loja do Shopping Ibirapuera chamada A Miniatura passou a vender os tais bonequinhos de chumbo Star Wars.

Créditos: clasf.com.br

Provavelmente sem licenciamento, sem cuidado, mas era o que tinha. E eu, com meus 11, 12 anos, resolvi colecioná-los. O incrível é que, quando completei 15 bonecos, carregar a maleta onde eu os guardava era um martírio, que peso…

 

De qualquer maneira, foi bom lembrar disso. Porque se não havia tantos actions figures perfeitas (me rendi ao termo), também não tínhamos Jar Jar Binks para estragar o episódio. Bons tempos.

 

Rafael Cury – um nerd quarentão que ainda não conseguiu aprender a jogar Minecraft com sua filha.

Se interessou por brinquedos antigos?

A Netflix tem uma série que conta muitas histórias como essa na série abaixo:

Brinquedos que marcaram época

Créditos (Toys that made us – Netflix)

Separei alguns actions figures vendidos no Brasil.

Já ouviu falar de Funko Pop!?
Da uma olhada na kiLoja.

Post a Comment

#SigaNoInstagram